Comprar dólar agora ou esperar?

A resposta curta é: nem um nem outro. Ou os dois.

A resposta longa involve teorias de investimento mas eu prometo que é fácil de entender e pode te economizar uma grana.

Todo mundo que quer comprar dólar (seja pra viajar, seja pra investir, seja pra imigrar) quer comprar pelo menor preço, óbvio. O problema é que não temos como saber se amanhã o dólar vai estar mais caro ou mais barato que hoje. E daí? O que você faz?

NINGUÉM tem como prever o sobe e desce dos mercados de câmbio. Se alguém falar pra você que tem certeza que semana que vem o dólar vai voltar a baixar, é mentira. Se alguém falar que se acontecer X no Brasil e se o presidente fizer Y nos EUA o dólar vai desvalorizar, é mentira. É, no máximo, um chute. Pode ser um chute bem ambasado, mas ainda assim é um chute.

A melhor estratégia para comprar dólares

O melhor a fazer então é distribuir a sua compra de dólares em parcelas menores, assim você minimiza o risco e faz uma média do valor das cotações.

A ideia é simples: ao invés de você apostar que o preço hoje é bom e comprar todos os dólares que você precisa de uma só vez, você compra um pouco hoje, outro pouco semana/mês que vem, outro pouco semana/mês que vem e assim por diante. Assim você não se sente culpado se a cotação flutuar, pois você pagou um preço médio no final das contas.

Temos duas maneiras de fazer isso. Em inglês elas são chamadas de Dollar Cost Average e Dollar Value Average.

Vamos imaginar que você quer comprar U$3000 para viajar. Pode ser em espécie, pode ser pra colocar num Visa Travel Money, não importa.

Você pode escolher comprar U$300 a cada semana, então em 10 semanas você teria seus U$3000.

Ou você pode escolher comprar o equivalente a R$1200 a cada semana, até completar seus U$3000.

Escolhi uma data aleatória para simular essas compras usando os valores da cotação do dólar, e aqui estão os resultados (por um acaso acabei pegando uma super alta do dólar, mas tudo bem):

Vamos dar uma olhada nesses números. Na primeira parte temos a cotação do dólar nas datas que determinamos que iríamos comprar. Na segunda parte temos os números caso resolvêssemos comprar uma quantia fixa de dólares toda semana, e na última parte temos o caso de querermos comprar uma quantia fixa equivalente em Reais.

Note que o valor médio do dólar comprado nos dois casos é praticamente o mesmo (R$3,88). Isso seria diferente se o nosso prazo de compra fosse maior, mas mesmo assim não seria tão diferente assim. Você pode ver que em vários dias a cotação do dólar estava abaixo desses R$3,88 da nossa média, e você pode até dizer “Pô, Daniel, então essa estratégia é uma furada”, mas a verdade é que no dia você não teria como saber, certo? Se você pegar dados de outros períodos, mesmo com baixas e altas, os resultados vão ser outros. E como eu disse, ninguém pode adivinhar o futuro.

O que mais chama a atenção é que, no final, as duas estratégias vão acabar custando a mesma coisa (perto de R$11.640).

Usar essa estratégia do custo médio ou do valor médio é uma aposta mais moderada. Você prefere apostar que o preço de hoje está bom comparado com as próximas dez semanas (que você não sabe como serão) ou você prefere pagar o preço médio das próximas dez semanas? Se o valor do dólar subir, você ainda comprou uma parte com um preço menor. Se cair, você aproveita a queda sabendo que só compou uma parte com um preço maior. É uma questão de preferência e tolerância ao risco individual.

O importante é você escolhar uma estratégia e levar até o final. Se você mudar de estratégia no meio do caminho porque a cotação subiu ou desceu, você vai estar novamente tentando derrotar o mercado — e é quase certo que você vai perder.

Daniel Trezub é Money Coach e ajuda as pessoas a se relacionarem melhor com seu dinheiro há quase dez anos.

Ele acredita que o foco das finanças pessoais deve estar mais nas pessoas do que nas finanças em si e trabalha buscando orientar cada um a tomar as rédeas de seu próprio dinheiro.

É criador dos sites “Meu Dinheiro, Minhas Regras” (www.meudinheirominhasregras.com.br) e “Save With Dan” (www.savewithdan.ca) (em inglês).

Natural de Curitiba (PR), atualmente vive em Montreal, no Canadá.

Dicas no seu email

Dicas no seu email

Quer receber 3 dicas para começar a colocar seu dinheiro em ordem e passar a aproveitar MUITO mais do seu salário?
Coloque seu nome e email aqui!

Legal! Confira seu email em alguns minutos!

logo_news

Dicas para seu salário durar mais

Coloque aqui seu melhor email e receba 3 dicas para fazer seu salário durar mais e você não precisar ter mais medo do fim do mês.

De quebra, receba o livro digital "Os 3 primeiros passos para sair das dívidas" para você enviar para quem você quiser.

Show! Você deve receber a primeira dica em seu email em alguns minutos!